1 de set de 2008

Mestre Salustiano

Ontem um dos maiores imaginários e festeiros do Brasil foi-se embora tocar rabeca pras estrelas. Eu ví o pequeno-grande-homem tocar, e eu sei que as estrelas vão gostar.


(foto do Mestre Salú por Ana Cullen, no Overmundo)

Segue em paz, Mestre Salustiano.

Marcadores: , , , ,

1 Comments:

Blogger Dora Nascimento said...

oi,

é uma perda e tanto né...
Aí fui lá no link e vi o post da Ana, que está muito bom bom porque ela naquela interação toda deixou tudo muito perto do vivenciar através do olhar do outro, e sim, deu uma sensação de estar - no instante da leitura - dentro da festa, eu quae pude ouvir a rabeca solando solta em notas alegres, coloridas, dançantes...
Deu tanta saudade de dançar ao som rabequeiro do Mestre Salú.
Mas ficaram as sementes, muitas, algumas já frutíferas saêm daqui por aí, por acolá, levando no sangue, na alma, na audição, a cultura, e o dom deste lugar.
Muito bela a homenagem.
Parabéns.

9/04/2008 10:48:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home