21 de mai de 2008

Ao Sul

“Entiende, ningún árbol ha crecido debajo de otro árbol.
Deja al Norte en el Norte.
Y recuerda que estás al Sur, latino, abajo”.


fragmento de poesia do último livro de Samuel Villegas, citado por Julia Márquez Otero em seu blogue Letras en la Red (extraído deste artigo no Global Voices em Português).

Marcadores: ,

2 Comments:

Anonymous Cadu Oliveira said...

Olá.
Primeira vez que veho ao blog e quero dizer que gostei bastante.
Tem um conteúdo interessante, à primeira vista.

Samuel Villegas, não conheço, eu acho. De qualquer forma, ningún árbol ha crecido debajo de otro árbol. Muito bom. Mas precisava de um fragmento maior para detectar o teor da palavra "abajo". De qualquer forma, pelo visto, está longe de ser pejorativo.

E os animais, como diria Vinícius: "tende piedade" (Risos)

Eles devem ter sofrido mesmo na adaptação com o homem, dizem até que os cachorros não latiam.

Gostei do blog.
Voltarei em breve.

Grande abraço!

5/21/2008 06:29:00 PM  
Blogger Daniel Duende said...

Olá Cadu,

fico feliz que você tenha gostado do meu caderno. :)
Volte sempre que quiser, e será muito bem vindo.

Quanto ao fragmento de Villegas, também o conhecia pouco, e infelizmente não tive acesso a um fragmento maior da poesia citada. Como disse Luiz Carlos Diaz no artigo de Laura Vidal que citei, é muito dificil encontrar qualquer coisa sobre Samuel Villegas na internet. Mas creio que pelo pouquíssimo que sei do poeta, o "Abajo" não é pejorativo. Soa-me, pelo contrário, ao mesmo tempo como um aviso de que somos "outra coisa, de outra matéria, outros" e como uma espetada sobre o fato de ainda sermos "colonizados, submetidos" até hoje a interesses coloniais. Mas nunca como uma forma de nos diminuir. Antes, uma forma de nos mostrar que nos diminuímos ao seguir o Norte, e que podemos ser muito mais se nos redescobrirmos como nós mesmos.

Quanto aos gatos, é sempre fascinante conviver com eles. Aprendo muito com minha pequena Fionna (que hoje descobrí ser uma apreciador de pão sueco, assim como eu).

Abraços do Verde.

5/21/2008 07:05:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home