23 de out de 2009

reencontro. (2)

Estas parecem ser semanas cheias de reencontros com meus velhos escritos, proporcionados por comentadores conhecidos ou desconhecidos. Depois de reencontrar os "Caminhos", e meus escritos míticos sobre a tribo metarecicleira, foi a vez de reencontrar uma anotação blogada sobre a Cobra Preta que Mama, uma lenda do nordeste brasileiro. (aliás, encontrei aqui também uma referência à dita cobra)

A anotação é uma das milhares de notas que me seriam preciosas se eu as reencontrasse, feitas no meu velho blogue Alriada Express. O que é mais curioso é que neste exato momento eu estava debruçado sobre um "mito" que me veio à cabeça agora mesmo enquanto comia um hamburguer ali no Steve*. Logo que estiver colocado em palavras escritas, publico aqui o mito de Ingatú-sem-corpo.

*ainda tenho que um dia largar mão da inércia para escrever sobre a hamburgueria do Steve.

Marcadores: , , , , ,

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

... de onde vim nao e lenda apenas.
as mulheres em periodo de aleitamento temiam serem surpreendidas pela tal cobra que gosta de leite.
Perto da casa grande onde nasci, mais de uma mulher acordou,na rede, ou na cama - mais comumente em rede - com a boca desdentada da cobra mamando e a ponta do rabo desta, na boca do bebe para este nao chorar.
Verdade verdadeira mesmo, tem nada de lenda nisso nao.

10/26/2009 05:11:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home