30 de mai de 2007

chega O Dia do Descanso de Deus

Chegou hoje, pelo correio, o esperado exemplar do livro O Dia do Descanso de Deus, de Adroaldo Bauer, o qual eu andava ansioso para ler na íntegra desde o momento que tive a chance de degustar-lhe os primeiros capítulos no Overmundo e no blogue do Adroaldo.

Segue um dedo da prosa do mano Adroaldo:
"(...)Sem erguer os cotovelos da madeira luzidia de um balcão tosco encerado por dúzias de mangas de flanela, brim ou panos de algodão cru ali escorridos, nem levantando os olhos de sob a aba do chapéu, Romão falou, ainda de costas, fitando o reflexo do desafiante num espelho enferrujado da prateleira de bebidas atrás do balcão:
- Valentia não é coisa que se cheire ou bebida barata que se arrota em boteco.
- Nem covardia! Urrou o cuera, no tom de desfeita, puxando da cintura uma pistola, disparando um tiro.
Um jorro de sangue descreveu leve curva por sobre o reflexo do homem no balcão até uma cruz efêmera formada pela sombra de ambos no assoalho. Romão percebera o sujeito às suas costas sacando uma pistola, girou felino o próprio corpo sobre os saltos da bota. Projetou veloz o fio da navalha. Riscou de vermelho, fora a fora, o pescoço do desafeto. Não se ouviu mais som qualquer, após o corpo desabar frouxo os costados no piso gasto do bar.(...)"
(trecho do primeiro capítulo de "O Dia do Descanso de Deus")

Prometo falar mais sobre o livro tão logo terminá-lo.
Será uma deliciosa leitura, com certeza.

Valeu pela atenção e pelo rápido envio de sua obra, mano Adroaldo!

Marcadores: , , , ,

3 Comments:

Blogger Adroaldo Bauer said...

Daniel,
Surpresa assim agradável, às 8 da matina, seis graus de temperatura, o nevoeiro escondendo um sol tímido e gélido, aquece a alma uma barbaridade, tchê!
Agradecido, de coração aquecido,
Adroaldo Bauer

5/30/2007 08:51:00 AM  
Blogger Glória said...

Eu também tô com uma grande vontade de ler O Dia do Descanso de Deus.
Vou lá ver como é que se faz para adquirir.
Só neste pedaço aqui publicado já fiquei querendo mais!
Quando eu for lá no overmundo, vou saber dele com ele.

5/31/2007 05:49:00 PM  
Blogger Daniel Duende said...

Ô mano Adroaldo! Devorei tua prosa contada como se conta acontecido e anedota em roda de mate. Estou a matutar sobre o que digo, mas já adianto que gostei muito, como já era de se esperar.

Quanto a você, Dorinha, minha fidelíssima leitora, não deixe de entrar em contato com o Adroaldo para acertar com ele a obtenção do seu exemplar do livro. É causo que merece atenção!

Abraços do Verde a vocês dois!

5/31/2007 05:56:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home