13 de fev de 2007

limites humanos 2

Como é que se faz boa poesia
e se conta histórias de fantasia
com a cabeça afogada em trabalhos
e o corpo desfeito em frangalhos?

Quando eu descobrir,
eu canto.

Marcadores: ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home