29 de out de 2008

chuva que vem

Um trovão distante chega;
é aviso da chuva que vem

é uma boa hora.
o calor vai embora,
e o peso dos dias também.

chuva com vento,
tempestade,
com cheiro de renascimento.

eu e as plantas,
cabelos do mundo que balançam,
agradecemos a nosso modo.

Marcadores: , ,

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Sem chuva
não haveira cura
para tudo que suja
vidas de vidas
casas, campos, jardins...
Sim, bem dita seja
a chuva que alveja
o escuro seco em mim.

2/08/2009 01:54:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home