7 de nov de 2007

sobre o tempo (de vida)

Uma coisa engraçada que eu percebí ao completar trinta anos é que isso não quer dizer absolutamente nada. Ouví dizer que algumas pessoas passam por uma tal crise dos 30 anos. Outras falam de crises dos 40 ou 50. Mas nada disso parece fazer sentido.

A cada aniversário que passa eu percebo que o que importa é quem somos, quem estamos sendo... para alguns, quem fomos... mas a quanto tempo chegamos aqui, e quanto tempo ainda teremos, é matéria da ocupação mental daqueles que não vivem.

Eu estou aqui, e neste exato momento estou escrevendo.
É isso que importa. É isso que sou.

Marcadores: , , ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home