23 de fev de 2007

É para lá que eu vou...

"Para além da orelha existe o som, à extremidade do olhar um aspecto, às pontas dos dedos um objeto -- é para lá que eu vou.

À ponta do lápis o traço.

Onde expira um pensamento está uma idéia, ao derradeiro hálito de alegria uma outra alegria, à ponta da espada a magia -- é para lá que eu vou.

Na ponta dos pés o salto.

Parece a história de alguém que foi e não voltou -- é para lá que eu vou."


(trecho de É para lá que eu vou, de Clarice Lispector
in
Onde Estivestes de Noite)

Marcadores: , ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home